Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Calendário de Eventos

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

perfil john

Deus é o centro da minha Alma

de John Main "O Caminho do Não Conhecimento" (Ed. Vozes, Petrópolis, 2010).

A meditação é uma oportunidade maravilhosa...pois, ao retornamos à nossa origem, à base do nosso ser, retornamos à nossa inocência. O chamado para a meditação, para os primeiros Padres da Igreja, era um chamado para a pureza de coração e isto é o que é inocência...a pureza de coração. Uma visão que não é turvada pelo egoísmo, ou pelo desejo, ou por imagens, um coração que se comove simplesmente por meio do amor. A meditação nos conduz à pura claridade. . .claridade de visão, claridade de compreensão e claridade de amor. . .uma claridade que vem da simplicidade.[... ]
A meditação é o caminho da atenção. Precisamos ir além dos pensamentos, além dos desejos e, além da imaginação e, nesse além, começamos a conhecer aquilo que somos aqui e agora em Deus, "Pois nele vivemos, nos movemos e existimos” (At 17:28). O caminho da simplicidade é o caminho da palavra única, da repetição de uma única palavra. Trata-se da repetição e da fidelidade a esta repetição, toda manhã e toda tarde, e que nos conduz para além do alvoroço das palavras, além do labirinto das idéias, para a unicidade.. . .a meditação é um caminho para a comunhão completa, unicidade do ser. Na meditação e, na vida enriquecida pela meditação, somos apenas plenamente nós mesmos, quem quer que sejamos.

 



Texto original em inglês

From John Main OSB, "God is the Centre of my Soul," THE WAY OF UNKNOWING (New York: Crossroad, 1990), pp. 18-20.

Meditation is a wonderful opportunity. . .because in returning to our origin, to the ground of our being, we return to our innocence. The call to meditation, for the early Fathers of the Church, was a call to purity of heart and that is what innocence is---purity of heart. A vision unclouded by egoism or by desire or by images, a heart simply moved by love. Meditation leads us to pure clarity--clarity of vision, clarity of understanding and clarity of love--a clarity that comes from simplicity. [. . . ]

[Meditation] is the way of attention. [W]e must go beyond thought, beyond desire and beyond imagination and in that beyond we begin to know what we are here and now in God, "in whom we live and move and have our being" (Acts 17:28). The way of simplicity is the way of the one word, the recitation of the one word. It is the recitation, and the faithfulness to that recitation every morning and every evening, that leads us beyond all the din of words, beyond all the labyrinth of ideas, to oneness. . . .[M]editation is a way into full communion, oneness of being. In meditation, and in the life enriched by meditation, we just are fully ourselves, whoever we are.

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.