Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Calendário de Eventos

perfil john

Amor Religioso

extraído de John Main OSB, O Caminho do Não Conhecimento (Petrópolis-RJ: Ed. Vozes, 2010).

Um dos principais problemas contemporâneos que a Cristandade enfrenta é o de que há muita teologia que se ocupa meramente de ideias acerca de Deus que não procedem da experiência. . . . O problema não é o de abolir a teologia, é claro, mas o de infundir nela a experiência espiritual de modo a novamente fazer com que ela seja uma teologia viva . . . A verdadeira teologia surge, também, de algo mais do que refletir acerca da experiência que outras pessoas têm de Deus. O Cristianismo moderno necessita de uma teologia forte e contemplativa, que tenha a capacidade de motivar a inteligência com todas as ideias, os problemas e as mudanças da consciência moderna. Ela precisa ser mais do que um reprocessamento de discursos acerca de Deus, posturas humanas perante o infinito. Precisa ser Deus falando na experiência humana, e através dela, que encontra seu fundamento na prece. [...]
Por meio da abertura de nossos corações ao amor, no nível mais profundo e silente de nosso ser, não estaremos reprimindo o conhecimento humano. Ao contrário, ele se iluminará. . . . O que a mensagem cristã tem de extraordinário é que essa luz não é menor do que a luz de Cristo. O chamado que recebemos é para que cada um de nós entenda por experiência própria que a luz de Cristo brilha em nossos corações, e que a primeira tarefa de nossa vida é a de nos abrirmos para ela, de nos banharmos nela, de nos integrarmos nela e, assim, enxergarmos com ela.

original em inglês

From Fr John Main OSB, “Religious Love,” THE WAY OF UNKNOWING (New York: Crossroad, 1990), pp. 115-116.

One of the major contemporary problems Christianity faces is that so much theology is merely concerned with thoughts about God that are not derived from experience. These thoughts are in fact often divorced from experience. . . .The problem is not to abolish theology, but to infuse spiritual life-experience into it so as to make it again a living theology. . . True theology arises from more than reflecting about other people’s experience of God. Modern Christianity needs a strong, contemplatively generated theology, which can engage the intelligence with all the ideas, problems and movements of modern consciousness. It must be more than reprocessed God-talk, human posturings in front of the Infinite. It must be God speaking in and through human experience, which is grounded in prayer. [. . . .]

By opening our hearts to love at the deepest and most silent level of our being, we are not repressing human knowledge. On the contrary, it is enlightened. . . The extraordinary thing about the Christian message is that this light is not less than the light of Christ. The call to us is to know from our own experience that Christ’s light shines in our hearts and that the first task of our life is to be open to it, to be bathed in it, to be made whole in it, and so see with it.

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.