Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Calendário de Eventos

Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

perfil john

Energia Criadora

extraído de John Main OSB, Door to Silence (Norwich: Canterbury Press, 2006), pgs. 37,39-40

Tanto quanto nos seja possível devemos realizar o pleno potencial do estar vivo. A meditação é parte integrante dessa tarefa. Trata-se do processo pelo qual nos mantemos em contato com o centro de nosso ser, ali onde a energia criadora é continuamente gerada em nosso interior, recriando nossa criação original,[...] É do espírito de Deus que emana essa energia incandescente de nosso espírito. Quando nos esquecemos disso perdemos o contato com nossa natureza essencial. Dessa forma, diminui nossa humanidade. Arriscamos ser desumanizados. . . Nosso potencial para a criatividade trata de dar plena resposta à dádiva de nossa existência, às vidas dos outros e à dádiva característica de toda a criação.
Nada é mais urgente em nosso mundo moderno do que a necessidade de homens e mulheres enraizados em si mesmos, confiantes em seu próprio ser, e confiantes na sua capacidade para o bem. Fortalecidos em sua capacidade de amar e serem amados. . . Estamos vivos na razão direta de nossa capacidade de amar e sermos amados. . . A meditação é a nossa entrada para. . . as profundezas da vida, enraizados em nós mesmos, enraizados no amor, enraizados em Deus.

original em inglês

An excerpt from John Main, “Creative Energy,” DOOR TO SILENCE (Norwich: Canterbury Press, 2006), p. 37, 39-40.

 

So far as we can we must realize the full potential for being alive. Meditation is integral to this task. It is the process whereby we keep in contact with the center of our being, where creative energy is continuously released within us, recreating our original creation. [. . .] This incandescent energy of our spirit emanates from the spirit of God. When we forget this we lose contact with our essential nature. Our humanity is thereby diminished. We risk being dehumanized. . .Our potential for creativity is to respond fully to the gift of our existence, to the lives of others and to the giftedness of the whole creation.

There is nothing that our modern world needs more urgently than men and women who are rooted in themselves, confident of their own being, and confident in their own capacity for goodness. Strong in their capacity for loving and for being loved. . .We are alive in direct proportion to our capacity for love and for being loved. . .Meditation is our entry into. . . the depth of life, rooted in ourselves, rooted in love, rooted in God.

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.