Leitura da Semana

Acesse mais leituras e mensagens de D. John Main e D. Laurence Freeman:

Reflexões da Quaresma

Durante toda a Quaresma, Dom Laurence envia suas reflexões diárias para a Comunidade.
Quaresma 2019 >
Quaresma 2018 >
Quaresma 2017 >
Quaresma 2016 >
Quaresma 2015 >
Quaresma 2014 >
Quaresma 2013 >

Séries de Palestras

Encontre um Grupo de Meditacao Crista

Calendário de Eventos

perfil john

Plenitude do Ser

Extraído de John Main OSB, “Fullness of Being” in THE HUNGER FOR DEPTH AND MEANING, editado por Peter Ng (Cingapura: Medio Media, 2007), pg 28.

(A) verdade não está acessível apenas a nós, trata-se da base sobre a qual se apoia toda a realidade. Para chegarmos a essa realidade precisamos aprender a ser simples, a estar quietos, silentes e, estar atentos àquilo que é . . . Assim, precisamos parar de pensar em nós mesmos. Devemos aprender a estar, a estar na presença de Deus, na presença do Uno que é, e que é a base do ser. Devemos estar isentos de medo. O espírito em nosso coração, o espírito para o qual nos abrimos na meditação, é o espírito da compaixão, da gentileza, do perdão, da total aceitação, o espírito de amor.

original em inglês

An excerpt from John Main OSB "Fullness of Being" in The Hunger for Depth and Meaning (Singapore: Medio Media, 2007), p. 28.

(The) truth is not only accessible to us, it is the ground on which all reality stands. To come to this reality we have to learn to be simple, to be still, to be silent, and to be attentive to what is. . . .So we must learn to stop thinking about ourselves. We must learn to be, to be in the presence of God, in the presence of the One who is, and who is the ground of being. We need to have no fear as we set out, as we leave self behind and set out to meet the other. We need have no fear. The spirit in our heart, the spirit that we open to in meditation, is the spirit of compassion, of gentleness, of forgiveness, of total acceptance, the spirit of love.

Medite por Trinta Minutos

Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.