“A Leitura do Novo Testamento com John Main" - Leitura de 08/01/2012
John Main OSB, THE BURNING HEART (London: Darton, Longman + Todd, 1996), pgs. 42-43.

Porquanto Deus, que disse: “Do meio das trevas brilhe a luz!”, foi ele mesmo quem reluziu em nossos corações, para fazer brilhar o conhecimento da glória de Deus, que resplandece na face de Jesus Cristo. (2Cor 4, 6)
Cristo é a luz.  Ele é a luz que confere à nossa visão abrangência e profundidade.  Em sua consciência plenamente realizada, ele é, também, o olho com que enxergamos o Pai, na perspectiva divina.


Sem a sua luz, nossa visão estaria presa à dimensão parcial, e nosso espírito não poderia voar, acima de si mesmo, para a liberdade infinita, e a clareza cristalina, do estado unificado.  Por mais maravilhosa que pudesse vir a ser, nossa consciência se manteria como um observador da periferia, . . . sem a satisfação da união com a consciência dele, sem se coordenar com seu Corpo . . .
Porém, a luz que transforma a nossa fraqueza, que faz de nossas limitações o crucifixo no qual o seu poder é levado à perfeição, foi concedida livremente, inundando nosso coração com a pura efulgência do Pai, pois Cristo é a radiância do Pai.

A luz que necessitamos para dar poder à nossa visão, não é nada menos do que essa radiância, a própria glória Deus. . .  Esse é o único conhecimento fundamental de que necessitamos, todos nós que, humildemente, estamos trilhando a peregrinação da oração para essa experiência de luz. . .

 

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.


 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã