Dom John Main, OSB - WCCM
"Faça com que nada aconteça" - Leitura de 08/06/2008
Word Made Flesh (London: Darton, Longman and Todd, 1993) pgs. 20-21.
Tradução de Roldano Giuntoli
 

A religião não terá significação, se for confinada aos ritos exteriores do culto. A liturgia e o ritual só têm significação quando inspirados pela conversão do coração. É para lá que nos voltamos quando aprendemos a estar imóveis. Na imobilidade, amadurece uma consciência de que Deus se revelou para a humanidade através de Jesus e, que Jesus se revela para nós, em nosso coração, pelo seu Espírito, que ele enviou para habitar em nós. Nossa vida, não menos que a liturgia, encontrará significado quando estivermos tão inteiramente abertos quanto pudermos para este Espírito.

Vista de fora, a meditação pode ser considerada como uma condição estática, na qual você tenha fechado as portas da percepção. Mas, a experiência demonstra que a meditação está longe de ser um estado estático e, é entendida muito melhor como um despertar dinâmico para a plenitude de nosso próprio potencial de crescimento. A expansão de nosso espírito no amor de Jesus é essa plenitude. Simplicidade, confiança de criança e encantamento, são os meios para realizá-la. Não estamos esperando por alguma coisa que venha a acontecer ou, por algum 'insight' ou sabedoria.

Não estamos analisando quaisquer fenômenos superficiais ou externos. Tudo isso é trivial, se comparado ao conhecimento do Espírito que, habitando em nós, se eleva quando abstraímos nossa mente do que é temporal e passageiro e, em vez disso, abrimos nossos corações para o que perdura: Deus e o amor de Deus por cada um de nós. [...]

É essencial meditar todos os dias. A meditação representa para o espírito, o que o alimento e o ar representam para o corpo. Devemos atingir a completa paz, a serenidade e, nossa capacidade para a visão verdadeira, caso queiramos viver na luz de Deus. O Evangelho nos diz, repetidamente, que a luz brilha em nossos corações. Assim, precisamos apenas estar abertos a ela, em humildade e amor.

Medite por Trinta Minutos
Sente-se confortavelmente, mas com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado mas atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a como quatro silabas de igual duração Ma-ra-na-tha, em ritmo lento. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada - nem de ordem espiritual nem de qualquer outra ordem. Se pensamentos e imagens afluírem à mente, trate-os como distrações e simplesmente retorne à repetição da palavra.

Comunidade Mundial de Meditação Cristã