Dom Laurence Freeman, OSB - WCCM
“Silêncio e Imobilidade em Todas as Estações do Ano" - Leitura de 10/01/2010
John Main OSB, O Caminho do Não Conhecimento (Petrópolis, Vozes, 2009).
Tradução de Roldano Giuntoli
 

É muito difícil procurar determinar o que é que faz com que uma pessoa queira meditar. Ao longo dos anos, isso tem me desafiado. São tantas as razões pelas quais as pessoas parecem começar a meditar. Todavia, acredito haver apenas uma razão que mantém as pessoas meditando. Acredito que a isso possamos descrever como sendo um crescente compromisso com a realidade.

Quanto mais longa sua meditação, mais você persevera por entre as dificuldades e os falsos começos, então, mais claro se torna para você, que você deve continuar, caso queira conduzir sua vida de uma maneira que seja significativa e profunda. Você não deve nunca esquecer o caminho da meditação: repetindo seu mantra do início ao fim. Isto é fundamental, axiomático, e não deixe que nada o desvie dessa verdade. Em suas leituras, você poderá se deparar com toda sorte de variantes e alternativas. Todavia, a disciplina, a ascese da meditação, nos impõe essa única exigência de maneira absoluta: devemos deixar o eu para trás, tão completamente, deixar nossos pensamentos, análises e sentimentos para trás, tão completamente, que possamos estar totalmente à disposição do Outro. Devemos fazer isso de maneira absoluta, e esta é a exigência que o mantra nos impõe: repetí-lo do início ao fim, com toda a simplicidade e, em absoluta fidelidade.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado, mas, atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã