Dom John Main, OSB - WCCM
"Silêncio e Imobilidade em Todas as Estações do Ano" - Leitura de 16/08/2009
THE WAY OF UNKNOWING (Darton, Longman and Todd, 1989).
Tradução de Roldano Giuntoli
 

Comecei a meditar pela primeira vez desta maneira, cerca de trinta anos atrás. Suponho ter sido tão crasso quanto qualquer pessoa de minha idade, pois, para o homem que me ensinava, eu sempre perguntava: “Quanto tempo isso irá levar?, e adicionava: “Você sabe que não posso ficar aqui sentado repetindo essa palavra para sempre”. Ele me olhava com um olhar aflito, e ainda que algumas vezes fizesse ouvidos de mercador, outras ele me responderia apenas: “Repita seu mantra”. Trinta anos depois ainda fico maravilhado com a sabedoria daquele ensinamento. Costumo dizer que, quando do início, você precisa se valer da fé. Nada do que eu possa lhe dizer, ou, acredito eu, do que qualquer um possa lhe dizer, lhe será muito significativo, comparativamente ao poder de persuasão de sua própria experiência. Você adentrará um silêncio cada vez mais profundo. Você adentrará uma simplicidade cada vez mais clara.

O autor do livro “A Nuvem do Não Saber”, que ensinava essa doutrina na Inglaterra do décimo quarto século, dizia que, amiúde, teólogos e pessoas de elevada educação faziam objeções a seu ensinamento. Todavia, dizia ele, raramente pessoas simples faziam qualquer objeção. As objeções mais frequentes são as de que se trata de uma doutrina complexa e esotérica. Porém, ela não é. Trata-se de uma doutrina da mais completa simplicidade. Exige apenas fé.

Medite por Trinta Minutos
Sente-se confortavelmente, mas com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado mas atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a como quatro silabas de igual duração Ma-ra-na-tha, em ritmo lento. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada - nem de ordem espiritual nem de qualquer outra ordem. Se pensamentos e imagens afluírem à mente, trate-os como distrações e simplesmente retorne à repetição da palavra.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã