WCCM

O Caminho da Não-Posse" - Leitura de 19/03/2012
John Main OSB, extraído da palestra Fully Alive, da série MEDITATIO de Out/Dez 2011 (Londres, WCCM, 2011) pgs 11.

Um dos aspectos da meditação, com o qual precisamos entrar em acordo, é o de nos aproximarmos dela sem buscar ganhar algo, ou de nos apossarmos de algo.  Precisamos tentar abordá-la principalmente em termos de total devoção além de nós mesmos.
Os cristãos, muitas vezes, abordaram sua vida espiritual em termos de recompensa, de apropriação.  O desejo é inimigo de todos os valores espirituais: a busca pela recompensa, a busca pela posse. A sabedoria que nos abre o tesouro da espiritualidade é o espírito de pobreza, um espírito de não-posse.  Na verdade, na meditação aprendemos a ser despossuídos.


A senda espiritual é um caminho que leva do eu para o outro.  Como você sabe, a partir de sua atual experiência da meditação, precisamos percorrê-la com fé e coragem.  O aprendizado da repetição do mantra de modo a nos desapropriarmos de todos os pensamentos, de toda autoconsciência, demanda devoção.  E, nos conduz à liberdade absoluta, por termos deixado para trás todos os valores secundários: sucesso, prosperidade, posse, poder, quaisquer que eles sejam.  Na meditação, não nos ocupamos com os frutos da ação, mas, apenas com a humilde repetição do mantra.  O mantra, para nós, é o caminho que leva além do desejo, para a união.  Não deixamos de ser humanos; não deixamos de ser nós mesmos.  Na verdade, nos tornamos nós mesmos.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxada(o), mas, atenta(o). Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense, nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.


 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã