Dom John Main, OSB - WCCM
"Caríssimos Amigos" - Leitura de 20/07/2008
Christian Meditation Newsletter (Junho, 2008) vol 32, nº 2, págs. 3-4.
Tradução de Roldano Giuntoli
 

Buscamos sempre curas rápidas, mesmo que elas apenas sirvam para mascarar os sintomas (e levar a dor embora), em vez de chegarmos à causa raíz do problema. A terapia espiritual da prece possui efeitos imediatos, mas, mesmo assim leva tempo para nos restaurar a completa saúde. De fato, se perseveramos com o tratamento completo, nos encontraremos, mais adiante, em melhor estado de saúde do que o que antes conhecêramos. A santidade cresce em nós.

Nossa secularidade pode, portanto, nos ajudar a novamente acordarmos para o verdadeiro sentido de parte do entendimento tradicional da prece. Primeiramente, que ela precisa ser praticada dentro das rotinas diárias na ordem do tempo, não apenas à margem do dia de trabalho. Os períodos de meditação duas vezes ao dia, tornam-se, para as modernas pessoas seculares, um ritual espiritual que estrutura e aprofunda o “período de vida”. Trata-se de um suficientemente pequeno exercício e consagração de tempo. Todavia, tal como o exercício que um fisioterapeuta te recomendaria para a correção dos efeitos de uma inconsciente má postura, logo fará uma grande diferença.

O Dalai Lama costuma dizer que, apesar de saber que isso não resolverá a crise ecológica, mesmo assim, ele pratica pequenas economias de energia, tais como a de preferir uma ducha a um banho de imersão, ou apagar as luzes. Pequenas coisas, se praticadas por muitas pessoas, realmente fazem uma grande diferença. Assim, a meditação diária, praticada hoje por muitas pessoas, modifica o mundo como um todo, para melhor, pois muitos desses maus hábitos que nos causam dor, passaram a progredir e se desenvolver, não apenas no nível individual, mas, coletivamente.

A prece é pessoal, não apenas individualística. Isso significa que ela é mais do que a resolução das preocupações egocêntricas de nossas vidas. Trata-se de quebrar esse círculo e, fazer com que o verdadeiro centro da realidade se torne o centro de nosso universo pessoal. A prece, então, assume uma significação crescentemente universalista, à medida que nossas próprias preocupações e problemas se reconfiguram, em uma rede de relacionamentos que se ajudam entre si, por compaixão e sabedoria, as verdadeiras forças da alma que levam nossa vida, dos fundamentos do ego, para o teto da alma, onde podemos enxergar as estrelas.

Medite por Trinta Minutos
Sente-se confortavelmente, mas com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado mas atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a como quatro silabas de igual duração Ma-ra-na-tha, em ritmo lento. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada - nem de ordem espiritual nem de qualquer outra ordem. Se pensamentos e imagens afluírem à mente, trate-os como distrações e simplesmente retorne à repetição da palavra.

Comunidade Mundial de Meditação Cristã