Dom John Main, OSB - WCCM
“Silêncio e Imobilidade em Todas as Estações do Ano" - Leitura de 21/02/2010
John Main OSB, A PALAVRA QUE LEVA AO SILÊNCIO (São Paulo, Paulus, 1987).
Tradução de Roldano Giuntoli
 

A meditação é o caminho que leva você ao seu próprio centro, que leva você às bases do seu próprio ser, e a ali permanecer: imóvel, silente, atentamente. Na essência, a meditação é um caminho para aprendermos a despertar, a estarmos plenamente vivos e, a estarmos imóveis. O caminho para esse despertar é silêncio e imobilidade. Esse é um grande desafio para as pessoas de hoje, pois a maioria de nós temos muito pouca experiência do silêncio, e o silêncio pode ser terrivelmente ameaçador para as pessoas dessa cultura transistorizada em que vivemos. Você precisa se acostumar com esse silêncio. É por essa razão que o caminho da meditação é um meio de aprender a repetir uma palavra, interiormente, em seu coração.

Acredito que o que todos nós devemos aprender, não seja exatamente que devemos criar o silêncio. O silêncio está ali, em nosso interior. O que devemos fazer, é entrar nele, para nos tornarmos silentes, para nos tornarmos o silêncio. O propósito da meditação e o desafio da meditação, é o de nos permitirmos tornarmo-nos suficientemente silentes, para permitir que esse silêncio interior aflore. O silêncio é a linguagem do espírito.

Aprender a repetir seu mantra, aprender a repetir sua palavra, deixar para trás todas as outras palavras, idéias, imaginação e fantasias, é aprender a entrar em contato com a presença do espírito que habita em seu coração interior, que ali habita em amor. O Espírito de Deus habita em nossos corações, no silêncio. E, na humildade, na fé, devemos entrar em contato com aquela presença silente.

A mais importante meta na meditação cristã, é a de permitir que a misteriosa e silente presença de Deus em nosso interior, cada vez mais, se torne, não apenas uma realidade, mas, a realidade de nossas vidas; deixar que ela se torne aquela realidade que dá sentido, forma e propósito a tudo o que fazemos, a tudo o que somos.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado, mas, atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã