John Main OSB - WCCM
"A Disciplina do Silêncio" - Leitura de 21/06/2010
O Caminho do Não Conhecimento (São Paulo: Ed. Vozes, 2009), pgs. 125-126.
Tradução Dom Alexandre Andrade OSB
 

A Escritura é uma fonte contínua de compreensão e inspiração para a peregrinação cristã e, para o caminho de meditação que faz desta peregrinação uma jornada decidida e unificadora.  Considere estas palavras do livro do Apocalipse à luz de nossa meditação diária:
Nisto, ouvi uma voz que saía do trono e que dizia: Agora finalmente Deus habita entre os homens!  Ele vai habitar entre eles e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles.  Ele enxugará cada lágrima de seus olhos; haverá o fim da morte e do luto, dos choros e da dor; pois a ordem antiga passou (Ap 21, 3-4).

Nós somos levados a meditar porque estamos convencidos de que a ordem antiga passou e porque acreditamos que Deus realmente habita entre nós.  Na fé, estamos convencidos de que Deus habita em nosso coração.  E se apenas nos esforçarmos um pouco, cada um de nós é convidado a encontrar Deus em seu coração.  Cada um é convidado a realizar a jornada, e então a única coisa necessária é que permaneçamos nela.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado, mas, atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã