Dom John Main, OSB - WCCM
“Silêncio e Imobilidade em Todas as Estações do Ano" - Leitura de 25/04/2010
John Main OSB, LETTERS FROM THE HEART (Crossroad, 1982).
Tradução de Roldano Giuntoli
 

A jornada é simples. Demanda uma determinada visão de sua importância, uma determinada humildade para começar, e uma determinada fidelidade e coragem para perseverar: a disposição, acima de tudo, de ser conduzido para a plenitude. Todas estas, em essência, são qualidades humanas, as qualidades necessárias para qualquer contato profícuo com a vida, e a jornada é comum. Não a seguimos para tornar a vida sensacional, mas, para enxergarmos a vida - todos os aspectos dela, assim como, sua direção e harmonia interior – como o mistério que ela é. O maior perigo e a maior tentação, é a de complicarmos. A meu ver, caso estejamos realmente na jornada, caso a pobreza do mantra seja o rico centro de nossas vidas, então, nos tornamos cada vez mais simples. Cada vez mais, percebemos a total simplicidade do chamado que Jesus, exclusivamente, envia a cada um de nós no sentido de deixarmos para trás o eu e todas as coisas, e seguí-Lo, para a infinita liberdade de Sua união com o Pai.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado, mas, atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã