John Main OSB - WCCM
"Silêncio e Quietude em Todas as Estações do Ano" - Leitura de 31/10/2010
John Main OSB, O Caminho do Não Conhecimento (Petrópolis, Vozes, 2009).
Tradução de Roldano Giuntoli
 

Esta é uma cena da vida de Jesus no Evangelho de São Lucas:Traziam-lhe até mesmo as criancinhas para que as tocasse; vendo isso, os discípulos as reprovavam. Jesus, porém chamou-as dizendo: “Deixai as criancinhas virem a mim e não as impeçais, pois delas é o Reino de Deus. Em verdade vos digo, aquele que não receber o Reino de Deus como uma criancinha, não entrará nele”. (Lc 18, 15-17)

O aprendizado da meditação é o aprendizado do desaprender. O maior problema que se apresenta a todo aquele que comece a meditar, é a simplicidade da meditação. Deus é Uno. E, a prece cristã tem sido descrita como o caminho da singularização, que nos leva a nos tornarmos um, tornarmo-nos um com Aquele que é Uno.

O problema que encaramos é o de deixar para trás a complexidade. Estamos acostumados à complexidade, porque nos ensinaram a acreditar que, quanto mais perfeita a técnica, mais invulgar será o resultado. O aperfeiçoamento das técnicas aumenta a complexidade. O aperfeiçoamento de uma disciplina conduz à simplicidade. E, Jesus nos diz que devemos nos tornar simples, como as criancinhas. A meditação é o caminho da redescoberta de nosso inato sentimento de admiração, como aquele das criancinhas. A prece cristã é um estado de inocência.

Ao meditarmos, vamos além do desejo, além da possessividade, além da importância que nos damos a nós mesmos, além de todas as fontes de culpa e de complexidade.

Assim, a primeira coisa que você precisa aprender ao encetar a peregrinação da meditação, é a de ouvir a mensagem com a simplicidade de uma criança. Deus é Uno. E, o que é extraordinário na afirmação cristã, é que a nossa vocação é a de sermos um com Ele, Nele e, através Dele.

Medite por Trinta Minutos
Lembre-se: Sente-se. Sente-se imóvel e, com a coluna ereta. Feche levemente os olhos. Sente-se relaxado, mas, atento. Em silêncio, interiormente, comece a repetir uma única palavra. Recomendamos a palavra-oração "Maranatha". Recite-a em quatro silabas de igual duração. Ouça-a à medida que a pronuncia, suavemente mas continuamente. Não pense nem imagine nada, nem de ordem espiritual, nem de qualquer outra ordem. Pensamentos e imagens provavelmente afluirão, mas, deixe-os passar. Simplesmente, continue a voltar sua atenção, com humildade e simplicidade, à fiel repetição de sua palavra, do início ao fim de sua meditação.

 
 
Comunidade Mundial de Meditação Cristã